Como Montar uma Bike Fixa – Descubra Tudo Sobre Montagem

Movimento central bike fixa é uma ideologia sobre estilo de vida. Nesse artigo você vai entender como montar uma bike fixa. A finalidade do post é alertar aquele futuro fixeiro que está montando a sua fixa utilizando uma miscelânea de peças, para as peculiaridades do movimento central/pedivela, de modo que a coroa do pedivela fique o mais próximo possível da linha da corrente ideal. Este post está relacionado com a segunda regra do post “As Sete Regras das Fixas, mas Bike Fixa tem Regras???”

bicicleta fixa

Montagem de Bicicleta Fixa

Hoje no mundo existem 2 padrões de inclinação (“taper”) do eixo para os pedivelas de ponta quadrada; o padrão ISO (Campagnolo e demais fabricantes europeus que sobraram: Stronglight, Micheetc); e o padrão JIS (padrão japones – Shimano, Sugino, Sakae, Suntour, SRAM (USA) e o resto dos Xing-Ling). Entretanto, o pedivela Sugino 75 (NJS – certificação Keirin)- um dos top de pista da Sugino, inacreditavelmente é padrão ISO !!! Na foto abaixo retirada do site da Phil Wood é mostrada as diferenças entre eles. Veja que para ter uma bike fixa airwalk você precisa ter…

Pontas de Eixo QUADRADAS do MC: Três Padrões !!!

Em termos de rosca do movimento central existem atualmente 2 medidas: Inglesa (1.37” x 24 TPI) e a Italiana (36mm x 24 TPI). O primeiro numero informa o diâmetro da rosca e o segundo quantos fios de rosca ela tem por polegada. No passado( até o final dos anos 70) cada país europeu tinha o seu padrão, que era incompatível com o do vizinho, assim eles criavam uma reserva de mercado.

Movimento Central Bike Fixa

Alguém poderá pensar, e se perguntar, mas eu tenho uma bicicleta italiana antiga e que tem gancheira horizontal, ou tenho uma Monark 10; elas não servem? Nosso objetivo é montar uma fixa de baixo custo, no caso da bike italiana ela usa um MC com rosca italiana (36 x 24 TPI) que é mais difícil de achar e mais caro. No caso da Monark 10, ela tem aqueles pedivelas monoblocos que são difíceis de ajustar para usar com uma única coroa ou é necessário adaptar um eixo “transformer” que permita usar um pedivela de estrada ou BMX com encaixe quadrado. Ou ainda, no caso da Monark adaptar um tubo com rosca inglesa (com 68mm de comprimento) na caixa do movimento central de modo que seja possível colocar um movimento central selado da Chin Haur ou da Shimano, mas isso implica em custos adicionais de serviços do torneiro e de solda MIG.

Se você está procurando bicicletas, acesse esse site para comparar preços.

Existe uma outra solução mais simples no caso da Monark, que é colocar / escorar com parafusos / soldar com MIG na caixa do movimento central do quadro um tubo (“Bucha” – vide foto abaixo) de aço 1020 SEM ROSCA com comprimento de 68mm e com diametro externo de pelo menos 39 ou 40mm, e com diametro interno de 1,37″ polegadas que é equivalente a 34,7mm (o mesmo diametro do movimento central oupróximo disso – 35mm) e instalar um movimento central salva-quadros com 110mm ou 107mm de comprimento de eixo (quanto mais curto melhor) . Existem da marca Rodan (Brasil) , Chin Haur (chines) e também da YST e da Velo Orange no exterior, mas esses dois ultimos vão encarecer o orçamento.